Como pagar menos impostos no e-commerce?

Como Pagar Menos Impostos No E Commerce - Orru Contabilidade e Gestão

Compartilhe nas redes!

Como pagar menos impostos no e-commerce? Essa pergunta certamente vale ouro, pois pode deixar mais dinheiro no caixa da sua loja virtual, tornando o seu negócio mais competitivo e lucrativo.

Proprietários de e-commerces de todas as partes do Brasil, gostariam de saber o que é possível fazer para pagar menos impostos sobre suas vendas.

Sabendo disso, o time da Orru Contabilidade, sua assessoria contábil especializada em e-commerces, decidiu preparar um artigo completo sobre o assunto. Vale a pena conferir!

Importância do planejamento tributário para pagar menos impostos no e-commerce

O planejamento tributário é essencial para o sucesso de qualquer negócio, e no caso do e-commerce, ele desempenha um papel especialmente importante.

Um planejamento tributário eficiente pode ajudar a empresa a reduzir a carga fiscal e a otimizar seus recursos financeiros.

Confira algumas razões pelas quais o planejamento tributário é importante para pagar menos impostos no e-commerce:

Conhecimento da legislação tributária: A legislação tributária é complexa e está sempre sujeita a mudanças.

Um planejamento tributário eficaz requer um entendimento profundo das leis fiscais aplicáveis ao e-commerce, incluindo impostos sobre vendas, ICMS, IPI, PIS, COFINS, entre outros.

Escolha do regime tributário adequado: No Brasil, os e-commerces contam com a opção de escolher entre diferentes regimes tributários, como Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Cada regime tem suas vantagens e desvantagens, e a escolha do mais adequado pode resultar em economia significativa de impostos.

Classificação tributária dos produtos: Dependendo da categoria dos produtos vendidos, as alíquotas de impostos podem variar.

Um planejamento tributário eficiente inclui a correta classificação dos produtos para garantir que as alíquotas mais favoráveis sejam aplicadas.

Gestão de créditos tributários: Algumas operações no e-commerce geram créditos tributários que podem ser utilizados para compensar impostos devidos.

O planejamento tributário adequado pode identificar essas oportunidades e garantir que os créditos sejam aproveitados.

Análise de benefícios fiscais e incentivos: Em alguns casos, existem benefícios fiscais e incentivos oferecidos pelo governo para empresas em determinados setores ou regiões.

Um planejamento tributário completo leva em consideração essas oportunidades.

Controle de custos e despesas dedutíveis: Identificar despesas dedutíveis de impostos e controlar custos de maneira eficiente é fundamental para minimizar a base tributável e, consequentemente, reduzir os impostos devidos.

Não tenha dúvidas, o planejamento tributário no e-commerce é essencial para garantir que a sua empresa pague a menor quantidade possível de impostos, respeitando a legislação vigente.

Como pagar menos impostos no e-commerce e a escolha do regime tributário

Para pagar menos impostos no e-commerce, você precisa do suporte de uma assessoria contábil que lhe ajude a identificar o regime tributário mais adequado para a sua empresa. São três opções:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real.

Veja um resumo com as alíquotas e conheça a carga tributária de cada regime:

Simples Nacional para e-commerce

O Simples Nacional pode ser utilizado por e-commerces com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

Nesse modelo, o cálculo de impostos é realizado com base no faturamento e as alíquotas da tabela abaixo, iniciando em 4%:

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 4,00%
De 180.000,01 a 360.000,00 7,30% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 9,50% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,70% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,30% R$ 87.300,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19,00% R$ 378.000,00

Lucro Presumido para e-commerce

No Lucro Presumido, o limite de faturamento anual é de R$ 78 milhões e a tributação para e-commerce baseada nas seguintes alíquotas:

  • IRPJ: 1,20 %
  • Contribuição Social: 1,08 %
  • COFINS: 3%
  • PIS: 0,65%
  • ICMS: Alíquota varia de estado para estado.

Impostos para e-commerce no Lucro Real

Por fim, o Lucro Real é obrigatório para negócios com faturamento anual acima de R$ 78 milhões. Mas, também pode ser utilizado por negócios de menor porte.

Nesse regime, a tributação para e-commerce é baseada nas seguintes alíquotas:

  • IRPJ: 15% (sobre o lucro);
  • Contribuição Social: 9% (sobre o lucro);
  • COFINS: 7,6%
  • PIS: 1,65%
  • ICMS: Alíquota varia de estado para estado.

Além disso, há um adicional de IR de 10%, quando o lucro trimestral é superior a R$ 60 mil.

Com tantas possibilidades, você sabe em qual regime você pode pagar menos impostos no e-commerce?

O nosso time de especialistas pode analisar todas as particularidades do seu negócio, montar um planejamento tributário e lhe indicar com precisão o regime mais econômico para sua empresa.

Entre em contato com a nossa equipe e descubra quanto você pode economizar!

Pague menos impostos no e-commerce com a Orru Contabilidade

Você, empreendedor do e-commerce, sabe o quanto uma gestão tributária eficiente pode impactar diretamente nos resultados do seu negócio.

Na Orru Contabilidade, nós entendemos o quanto é importante para o seu e-commerce, economizar no pagamento de impostos. Por sinal, é por isso que oferecemos um serviço especializado de planejamento tributário.

Por que escolher a Orru Contabilidade para o seu planejamento tributário:

  • Especialização no e-commerce: Somos especialistas em e-commerce, e o nosso time está atualizado com todas as mudanças na legislação tributária, para garantir que sua empresa esteja sempre em conformidade.
  • Análise profunda da legislação: Nossa equipe realiza uma análise detalhada da legislação tributária, identificando oportunidades e aplicando estratégias para reduzir sua carga fiscal de forma legal e eficiente.
  • Escolha do regime tributário ideal: Orientamos na escolha do regime tributário mais vantajoso para o seu negócio, considerando as particularidades do e-commerce e buscando a minimização dos impostos.
  • Customização para suas necessidades: Cada negócio é único, e nosso serviço de planejamento tributário é totalmente personalizado para atender às particularidades da sua operação de e-commerce.
  • Parceria de longo prazo: Na Orru Contabilidade, acreditamos em construir relacionamentos sólidos e duradouros. Estamos comprometidos em ser seu parceiro estratégico, apoiando seu crescimento contínuo.

Maximize seus Lucros, Minimize seus Impostos!

Não deixe que uma carga tributária excessiva prejudique o potencial de crescimento do seu e-commerce. Conte com a expertise da Orru Contabilidade para otimizar seus resultados!

Entre em contato conosco hoje mesmo e descubra como nosso serviço de planejamento tributário pode impulsionar o sucesso do seu negócio de e-commerce.

Classifique nosso post post

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Como regularizar CNPJ inapto?

Como regularizar CNPJ inapto?

Diversas razões podem levar um CNPJ a ser declarado inapto pela Receita Federal, como a omissão de declarações fiscais, a falta de pagamento de tributos ou a não localização da empresa no endereço cadastrado. Por sua vez, um CNPJ declarado

Como abrir um consultório médico?

Como abrir um consultório médico?

Abrir um consultório médico é um passo significativo na carreira de muitos profissionais, afinal, essa é uma oportunidade de oferecer cuidados personalizados aos pacientes, além de construir uma atendimento com base em seus próprios valores e visão. Se você sonha

Valuation: como saber o valor real do seu negócio?

Valuation: como saber o valor real do seu negócio?

Em um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo, fazer o valuation do seu negócio não é apenas uma necessidade estratégica, mas uma ferramenta vital para a sobrevivência e crescimento da empresa. O processo de valuation, ou avaliação de empresas,

Back To Top