Tributação para médicos: como pagar menos impostos?

Sem Título - OraTributação para médicos: como pagar menos impostos?ru Contabilidade e Gestão

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Talvez você não saiba, mas com orientação especializada e alguns ajustes, é possível reduzir a tributação para médicos e pagar menos impostos.

Neste conteúdo, a Orru Contabilidade, sua assessoria contábil especializada na área médica, vai explicar tudo o que você precisa saber sobre a tributação para médicos e estratégias para economizar no pagamento de impostos.

Se você está em busca de um mecanismo legal para economizar e aumentar seus rendimentos líquidos, continue conosco e acompanhe este artigo até o final.

O que é planejamento tributário para médicos?

O planejamento tributário é uma prática legal que visa organizar e estruturar os negócios e operações de uma empresa ou profissional para minimizar a carga tributária. No caso de médicos, esse planejamento é especialmente relevante.

O planejamento tributário para médicos envolve:

Escolha do regime tributário: Dependendo do faturamento, tamanho e particularidades do serviço médico, pode ser mais vantajoso optar pelo Simples Nacional ou Lucro Presumido.

Constituição de pessoa jurídica: Em muitos casos, pode ser vantajoso para o médico constituir uma pessoa jurídica (como uma Sociedade Simples ou uma SLU) para prestar serviços médicos, uma vez que a tributação sobre empresas pode ser menor do que a tributação sobre profissionais autônomos.

Despesas dedutíveis: É importante que o médico, ou sua clínica, mantenha um registro detalhado de todas as despesas operacionais. Muitas dessas despesas podem ser dedutíveis na hora de calcular os impostos devidos.

Atenção ao ISS: O Imposto Sobre Serviços (ISS) é um tributo municipal e sua alíquota varia de acordo com a cidade. É importante verificar se o município onde o médico presta serviço oferece alguma vantagem ou particularidade.

Revisão periódica: As leis tributárias brasileiras são complexas e mudam frequentemente. Por isso, é fundamental que o médico revise periodicamente seu planejamento tributário, de preferência com o auxílio de um contador ou consultor especializado.

Como funciona a tributação para médicos na pessoa física

Médicos que atuam como pessoa física, seja de forma autônoma ou em regime CLT estão entre os contribuintes que enfrentam a maior carga tributária aqui no Brasil.

Para esse grupo, a carga de impostos é calculada com base na tabela do Imposto de Renda, cuja alíquota pode chegar a 27,50% sobre os rendimentos mensais.

Base de cálculo Alíquota Parcela a deduzir
Até 2.112.00 Isento Isento
De 2.112,01 até 2.826,65 7,50% R$ 158,40
De 2.826,66 até 3.751,05 15% R$ 370,40
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% R$ 651,73
Acima de 4.664,68 27,50% R$ 884,96

Sem dúvida alguma, essa não é a forma de tributação mais econômica disponível em nossa legislação, e por consequência, não é a mais indicada para médicos.

Como funciona a tributação para médicos na pessoa jurídica

Quando o assunto é tributação para médicos, aqueles que tomam a decisão de abrir um CNPJ para atuar como pessoa jurídica podem ser beneficiados por modelos de tributação mais econômicos.

Atualmente, as alternativas mais indicadas para médicos que possuem CNPJ são as seguintes:

  • Simples Nacional: Regime tributário onde os médicos podem pagar apenas 6% em impostos sobre o faturamento mensal.

 

  • Lucro Presumido: Regime tributário cuja alíquota máxima de contribuição para médicos é de 16,33% sobre o faturamento.

 

Na sequência, vamos explicar com mais detalhes, o funcionamento do Simples Nacional e do Lucro Presumido para médicos.

Tributação para médicos no Simples Nacional

A tributação para médicos no Simples Nacional pode iniciar em 6% sobre os rendimentos daqueles que faturam até R$ 180 mil por ano (média de R$ 15 mil por mês).

No entanto, neste regime, temos alíquotas progressivas e a regra do Fator R, que diz o seguinte:

  • Médicos que possuem despesas com pró-labore e folha de pagamento igual ou maior a 28% sobre o faturamento podem ser tributados no Anexo III, com alíquota a partir de 6%.

 

Anexo III

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 6,00%
De 180.000,01 a 360.000,00 11,20% R$ 9.360,00
De 360.000,01 a 720.000,00 13,20% R$ 17.640,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16,00% R$ 35.640,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21,00% R$ 125.640,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% R$ 648.000,00
  • Médicos que possuem despesas com pró-labore e folha de pagamento inferior a 28% sobre o faturamento podem ser tributados no Anexo V, com alíquota a partir de 15,50%.

 

Anexo V

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 15,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 18,00% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,50% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,50% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23,00% R$ 62.100,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% R$ 540.000,00

Além disso, como temos uma coluna de valores a deduzir, a alíquota efetiva máxima de contribuição para médicos no Simples Nacional não passa de 19,50% sobre o faturamento.

Tributação para médicos no Lucro Presumido

Quando os rendimentos do médico são elevados e a tributação no Simples Nacional acaba sendo enquadrada em uma faixa de alíquota muito elevada, temos o Lucro Presumido como alternativa.

No Lucro Presumido, não temos alíquotas progressivas e a parcela de tributação fica entre 13,33% e 16,33% sobre os rendimentos mensais, assim distribuídos:

  • 11,33% em impostos federais;
  • 2% a 5% em impostos municipais (a depender da legislação de cada município).

 

Se você deseja saber mais sobre a tributação para médicos e encontrar uma alternativa para pagar menos impostos, o time da Orru Contabilidade pode ajudar você. Entre em contato conosco!

Tributação para médicos: o que fazer para pagar menos impostos?

Quando o assunto é tributação para médicos, o caminho para pagar menos impostos é a abertura de um CNPJ.

Como pessoa jurídica, você poderá recolher impostos no Simples Nacional ou no Lucro Presumido, com alíquotas menores que aquelas que estão presentes na tabela do Imposto de Renda Pessoa Física.

Mas, afinal, como abrir CNPJ para médicos?

Ao contrário do que muitos pensam, abrir CNPJ e começar a pagar menos impostos é muito fácil. Na prática, basta seguir as orientações do passo a passo abaixo:

1.Contrate uma contabilidade para médicos

O primeiro passo para abrir o seu CNPJ e começar a pagar menos impostos é contratar os serviços de uma contabilidade para médicos.

Contadores especialistas na área médica estão preparados para indicar o regime tributário mais adequado para sua realidade e ajudar você a economizar de forma legal.

2.Separe os documentos necessários

Após contratar uma contabilidade para médicos você vai precisar separar os seguintes documentos:

3.Aguarde a abertura do CNPJ

Para finalizar é só aguardar alguns dias, enquanto o nosso time de contadores cuida da abertura do seu CNPJ, o que inclui:

  • Registro na Junta Comercial;
  • Emissão do CNPJ pela Receita Federal;
  • Emissão da Inscrição Municipal e Alvará de Funcionamento pela Prefeitura;
  • Liberação da Licença Sanitária pela Vigilância Sanitária do seu município.

 

Deseja saber mais, abrir um CNPJ médico e pagar menos impostos?

Clique no botão do WhatsApp e entre em contato conosco!

Somos especialistas em tributação para médicos e atendemos profissionais de todas as partes do Brasil!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Guia do Imposto de Renda 2024

Guia do Imposto de Renda 2024: Tire suas dúvidas

O prazo para entrega do Imposto de Renda 2024 inicia no dia 15 de março, e com isso, é natural que muitas dúvidas comecem a surgir entre os contribuintes. Sabendo disso, o time de especialistas da Orru Contabilidade decidiu preparar

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2024?

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2024?

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2024? Com o início do período para entrega da declaração de IRPF, essa é uma das principais dúvidas que costumam surgir. Por sua vez, sabendo disso, a Orru Contabilidade decidiu preparar um conteúdo

Quais são os principais indicadores financeiros para empresas

Quais são os principais indicadores financeiros para empresas

Você conhece os principais indicadores financeiros para empresas e utiliza esse tipo de ferramenta para medir resultados, tomar decisões e acompanhar o desenvolvimento do seu negócio? Se a sua resposta foi “Não”, saiba que é muito importante que você comece

Importância da gestão financeira para o crescimento das empresas

Importância da gestão financeira para o crescimento das empresas

Você sabe qual é a importância da gestão financeira para o sucesso das empresas? Normalmente, quando pensamos no crescimento de uma empresa, é fácil imaginar grandes estratégias de marketing ou inovações revolucionárias. No entanto, fazer o básico bem feito também

Como Pagar Menos Impostos No E Commerce - Orru Contabilidade e Gestão

Como pagar menos impostos no e-commerce?

Como pagar menos impostos no e-commerce? Essa pergunta certamente vale ouro, pois pode deixar mais dinheiro no caixa da sua loja virtual, tornando o seu negócio mais competitivo e lucrativo. Proprietários de e-commerces de todas as partes do Brasil, gostariam

Back To Top