Qual o impacto da reforma tributária para empresas do Simples Nacional?

Qual o impacto da reforma tributária para empresas do Simples Nacional?

Compartilhe nas redes!

Em meio aos debates sobre o assunto, o que boa parte dos empresários desejam saber é quais serão os impactos da reforma tributária para empresas do Simples Nacional.

Sabendo disso, o time de especialistas da Orru Contabilidade decidiu preparar um artigo completo sobre o assunto, com a finalidade de lhe manter informado sobre as mudanças e esclarecer suas dúvidas.

Para saber mais e conferir o que a nossa equipe separou para você, continue conosco e acompanhe este conteúdo até o final.

O que é reforma tributária?

A reforma tributária é um processo de revisão e reestruturação do sistema tributário com o objetivo de torná-lo mais eficiente, justo e transparente.

A reforma tributária é uma ferramenta essencial para promover o crescimento econômico, reduzir desigualdades e melhorar a gestão pública.

São objetivos da reforma tributária que será implementada aqui no Brasil:

  • Simplificação: Reduzir a complexidade do sistema tributário, facilitando o cumprimento das obrigações fiscais por parte dos contribuintes.
  • Justiça fiscal: Tornar a carga tributária mais equitativa, garantindo que todos paguem impostos de acordo com sua capacidade contributiva.
  • Competitividade: Melhorar o ambiente de negócios, incentivando investimentos e a geração de empregos.
  • Transparência: Aumentar a clareza e a previsibilidade das regras tributárias, facilitando a compreensão e o planejamento por parte dos contribuintes.
  • Arrecadação eficiente: Garantir uma arrecadação suficiente para financiar os serviços públicos, sem sobrecarregar a economia.

Quais os impactos da reforma tributária para empresas do Simples Nacional?

A reforma tributária está sendo discutida com a intenção de simplificar e modernizar o sistema tributário, sem impactar diretamente as empresas que operam sob o regime do Simples Nacional.

Na prática, o Simples Nacional continuará existindo como um regime tributário simplificado para micro e pequenas empresas. No entanto, algumas mudanças previstas na reforma podem gerar efeitos indiretos sobre essas empresas.

Veja algumas mudanças previstas:

PIS, COFINS e IPI: Esses tributos federais serão substituídos pela Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS).

No Simples Nacional, esses impostos já são unificados em uma única guia de pagamento, mas a CBS representa uma simplificação adicional no sistema geral.

ICMS e ISS: Esses impostos estaduais e municipais serão substituídos pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS). Assim como no caso da CBS, o Simples Nacional já simplifica o pagamento desses tributos.

A reforma tributária também está discutindo a aplicação de alíquotas reduzidas para certos produtos e serviços essenciais, como:

  • Medicamentos: Podem ter alíquotas reduzidas para tornar os preços mais acessíveis.
  • Serviços de educação: Alíquotas menores podem ser aplicadas para incentivar o acesso à educação.
  • Transporte público: Redução nas alíquotas para manter o transporte público mais acessível à população.

Estas mudanças nas alíquotas podem beneficiar empresas do Simples Nacional que atuam nesses setores específicos, reduzindo seus custos operacionais e tornando seus serviços ou produtos mais competitivos.

Um ponto fundamental da reforma tributária é a manutenção da carga tributária atual. Isso significa que não haverá aumento na carga de impostos suportada pelas pessoas físicas e jurídicas, incluindo as empresas do Simples Nacional.

As alíquotas efetivas e a estrutura de pagamento devem permanecer similares às atuais, evitando impactos negativos no fluxo de caixa das empresas.

Quais as vantagens da reforma tributária para empresas do Simples Nacional?

Embora a reforma tributária em discussão no Brasil não altere diretamente o regime do Simples Nacional, que continuará existindo, ela pode trazer algumas vantagens indiretas para as empresas enquadradas nesse regime.

Essas vantagens estão relacionadas principalmente à simplificação do sistema tributário e às mudanças nas alíquotas para certos setores.

Sem aumento de impostos: A reforma tributária visa manter a carga tributária atual, evitando aumentos de impostos isso proporciona estabilidade e previsibilidade para as empresas do Simples Nacional.

Ambiente de negócios mais favorável: A simplificação do sistema tributário e a manutenção da carga tributária podem melhorar o ambiente de negócios no Brasil, incentivando investimentos e a expansão de micro e pequenas empresas.

Menos obrigações acessórias: Com a unificação e simplificação de impostos, a expectativa é de que haja uma redução nas obrigações acessórias, como declarações e documentos a serem apresentados ao fisco.

Transparência fiscal: A unificação de impostos e a simplificação das regras fiscais podem aumentar a transparência do sistema tributário, facilitando a compreensão por parte dos empresários e reduzindo a possibilidade de erros ou interpretações equivocadas.

Na prática, ainda precisamos aguardar para ter mais informações sobre o possível impacto da reforma tributária para empresas do Simples Nacional. Isso acontece, pois, uma série de regulamentos que vão detalhar melhor a reforma, precisam ser aprovados pelo Congresso Nacional.

Quando a reforma tributária entra em vigor?

Para que o governo e as empresas possam se organizar e ter maior previsibilidade, a reforma tributária contará com um período de transição de 7 anos.

Veja como irá funcionar a transição:

  • 2026-2027: Substituição de PIS, COFINS e IPI pelo CBS transição federal);
  • 2029-2032: Substituição gradual de ICMS e ISS para o IBS (transição para estados e municípios);

Dessa forma, apenas no ano de 2033, a reforma estaria completamente em vigor, ou seja, com os atuais impostos completamente unificados e substituídos pelos novos tributos.

Por sua vez, até lá, a Orru Contabilidade vai publicar diversos conteúdos e informativos para que você fique sempre muito bem informado sobre as possíveis mudanças e os seus impactos.

Conheça a Orru Contabilidade

A Orru Contabilidade conta com um time de experts que está preparado para garantir a regularidade fiscal do seu negócio perante o fisco e a sua economia de impostos.

Conheça alguns dos nossos serviços:

  • Abertura e legalização de sociedades de advocacia;
  • Orientação para redução de impostos;
  • Cálculo de tributos e emissão de guias;
  • Escrituração de movimentos fiscais se contábeis;
  • Cálculo de pró-labore e folha de pagamento;
  • Entrega de obrigações acessórias ao fisco;
  • Elaboração do balanço contábil;
  • Dentre outros itens importantes.

Conte com o apoio do nosso time de especialistas para encontrar o melhor caminho fiscal para a sua realidade de negócio e economize no pagamento de impostos.

Clique no botão do WhatsApp e fale conosco!

Classifique nosso post post

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Como regularizar CNPJ inapto?

Como regularizar CNPJ inapto?

Diversas razões podem levar um CNPJ a ser declarado inapto pela Receita Federal, como a omissão de declarações fiscais, a falta de pagamento de tributos ou a não localização da empresa no endereço cadastrado. Por sua vez, um CNPJ declarado

Back To Top