FGTS Digital: Confira o que muda e a nova data de vencimento

FGTS Digital: Confira o que muda e a nova data de vencimento

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você já sabe o que é FGTS Digital, como o novo sistema vai funcionar e quais são as principais mudanças que já estão em vigor?

Diante da importância do assunto, o time da Orru Contabilidade não poderia deixar de preparar um conteúdo completo sobre o tema.

Continue conosco até o final do artigo para ficar por dentro das principais mudanças, se adaptar e evitar problemas com a Caixa Econômica Federal, bem como, com o Ministério ou a Justiça do Trabalho.

O que é FGTS Digital?

O FGTS Digital é uma nova plataforma para recolhimento e gestão do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), que começou a operar no dia 1º de março, com o objetivo de facilitar a vida dos empregadores e seus funcionários.

De acordo com o Governo Federal, a plataforma permitirá o cálculo de indenizações compensatórias, a obtenção de extratos detalhados por trabalhador, bem como, a emissão de um resumo consolidado das contribuições do empregador.

Além disso, a ferramenta também oferecerá funcionalidades para realização de estornos e parcelamento dos valores a serem depositados nas contas dos funcionários.

Com a nova ferramenta, que é muito mais moderna e fácil de usar que a anterior, o Ministério do Trabalho estima que os empregadores irão economizar em média 36 horas por mês de tempo que seria gasto para processamento e recolhimento do fundo de garantia.

“Traz economias de modernização, transparência e eficiência para as empresas. Traz economia de horas trabalhadas. Se somar milhões de empregadores, quantos meses dá no ano? Estamos falando de custo Brasil. Isso é uma resposta de como devemos trabalhar o custo Brasil em termos de eficiência da gestão pública”, afirmou Luiz Marinho, Ministro do Trabalho.

De acordo com o Ministério do Trabalho, os principais benefícios do novo FGTS são os seguintes:

  • Maior facilidade para emissão e personalização de guias;
  • Mais agilidade no processo de individualização (depósitos dos valores recolhidos nas contas vinculadas dos trabalhadores);
  • Celeridade no pagamento de FGTS em atraso, com a possibilidade de recolhimento de vários meses em uma única guia;
  • Cálculo automático da multa do FGTS com base no histórico de remunerações do eSocial;
  • Ferramenta automática para recomposição de salários de períodos anteriores e pagamento da indenização compensatória.

Sobre a novidade, o coordenador-Geral de Gestão e Fiscalização do FGTS, Virgílio Saraiva Valente, afirmou o seguinte:

“Os empregadores poderão fazer uso de uma plataforma web com um conjunto de serviços digitais disponíveis, por meio do qual conseguirão, de forma simples, ágil e intuitiva, cumprir sua obrigação de recolhimento do FGTS”.

Quais são as principais novidades do FGTS Digital?

O FGTS Digital já está em vigor e trouxe consigo algumas mudanças importantes, e que estão agradando trabalhadores e empregadores. Confira!

Saque sem chave

Antes do FGTS Digital entrar em operação, sempre que um funcionário era demitido sem justa causa, o empregador precisava emitir um documento conhecido como “chave de conectividade”.

Por sua vez, em posse do documento em questão, o antigo empregado tinha até 30 dias para sacar o fundo de garantia e a multa rescisória do FGTS em uma das agências da Caixa Econômica Federal.

Agora, assim que a demissão de um funcionário for comunicada ao eSocial, a informação do desligamento será automaticamente enviada para a Caixa, o que dispensará o empregador da necessidade de emitir uma chave para que o antigo funcionário consiga sacar o FGTS.

Além disso, agora, será possível fazer tudo diretamente pelo App, incluindo a transferência do dinheiro, sem a necessidade da pessoa ir até uma agência da Caixa e enfrentar longas filas para receber o que lhe é de direito.

Substituição do PIS pelo CPF

Com o FGTS Digital, o governo substituiu o antigo PIS, pelo CPF dos trabalhadores, uma simplificação que vai ajudar a evitar muita dor de cabeça.

O PIS era um número de identificação gerado pelo primeiro empregador a fim de criar uma conta do FGTS e recolher mensalmente o mesmo em favor do funcionário. No entanto, por erros operacionais, muitas empresas acabavam criando um novo PIS para pessoas que já tinham o identificador.

Por sua vez, a duplicidade de códigos PIS gerava muito transtorno, inclusive na hora de receber direitos e benefícios como o próprio FGTS e o Abono Salarial. No entanto, com a substituição do PIS pelo CPF, os erros vão deixar de existir.

Adoção do PIS como meio de pagamento

Com a chegada do FGTS Digital, o pagamento das guias precisará ser realizado exclusivamente via PIX.

De acordo com o Ministério do Trabalho, essa inovação elimina problemas da atual sistemática e promove a rapidez na arrecadação e no depósito dos valores recolhidos nas contas vinculadas dos trabalhadores.

A adoção do PIX proporcionará uma expressiva redução de custos com tarifas pagas à rede arrecadadora do FGTS, o que resultará em economias financeiras substanciais para o Fundo”

Maior número de instituições conveniadas

Antes, o pagamento da guia de contribuição para o FGTS só podia ser efetuado em 16 instituições conveniadas com o fundo, número que agora passará para mais de 800, incluindo bancos digitais.

Com uma rede de arrecadação muito maior, o governo espera facilitar a vida das empresas na hora  de efetuar o pagamento das contribuições para o Fundo de Garantia.

Mudança na data de pagamento do FGTS

Por fim, o governo anunciou que com a entrada em vigor do FGTS Digital, a data de pagamento mudará do dia 7 para o dia 20 de cada mês. Mas atenção, pois a alteração na data de vencimento só será válida para as guias com vencimento a partir do mês de abril/2024.

Com a nova data de pagamento as empresas terão mais fôlego no fluxo de caixa, pois não precisaram pagar o FGTS na mesma data em que a maior parte delas efetua o pagamento da folha de pagamento.

Conheça a Orru Contabilidade

Para saber mais sobre o FGTS Digital e manter as obrigações da sua empresa sempre em dia, você pode contar com o suporte especializado da Orru Contabilidade.

Somos uma contabilidade moderna e digital, que atende empresas de todas as partes do país. Clique no botão do WhatsApp e entre em contato conosco!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Como abrir CNPJ para prestação de serviços?

Como abrir CNPJ para prestação de serviços?

Como abrir CNPJ para prestação de serviços? Se você pretende empreender no ramo de serviços, mas possui algumas dúvidas, e não sabe exatamente por onde começar, saiba que você está no lugar certo. Neste conteúdo, a Orru Contabilidade e Gestão

Guia do Imposto de Renda 2024

Guia do Imposto de Renda 2024: Tire suas dúvidas

O prazo para entrega do Imposto de Renda 2024 inicia no dia 15 de março, e com isso, é natural que muitas dúvidas comecem a surgir entre os contribuintes. Sabendo disso, o time de especialistas da Orru Contabilidade decidiu preparar

Back To Top